Carnaval em Cádis


Alojamento

Alojamento

Destinohttps://cadiz.costasur.com/pt/index.html

Destino

Temos o guia mais detalhado do teu destino, pelo que se procuras informação, encontraste a melhor fonte...

Autocarroshttps://cadiz.costasur.com/pt/horarios-dos-autocarros.html

Autocarros

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Carroshttps://cadiz.costasur.com/pt/alugar-carro-rent-a-car.html

Carros

Desmistificando: alugar um carro não é caro. Decobre o preço a que pode sair durante as tuas férias com a Costasur.

Alugar

Comboioshttp://trenes.rumbo.es/msr/route/searching.do

Comboios

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Vooshttp://vuelos.rumbo.es/vg1/searching.do

Voos

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Paque de estacionamentohttps://cadiz.costasur.com/pt/estacionamento.html

Paque de estacionamento

Precisas de deixar o teu carro nalgum aeroporto?. A Costasur tem a melhor oferta do mercado, a preços sem concorrência.

Procurar Aeroporto

Ferryhttps://cadiz.costasur.com/pt/ferry.html

Ferry

Procuras um ferry? Ao passar o barco digo ao barqueiro, na Costasur quase não custa dinheiro... Não procures mais, aquí temos quase todos.

Vamos pirata!

https://cadiz.costasur.com/pt/as-actividades-recreativas-cadiz.html

Propomos-te opções para evitar o tédio, usa o nosso motor de busca de atividades e faz algo diferente nas tuas férias!

Procurar atividades

Reconhecido como festa de Interesse Turístico Internacional, o Carnaval de Cádis destaca-se por ter características que o tornam único no mundo.

Todos os anos as festas gastronómicas populares são o prelúdio que anuncia o que está para vir. Nestas podem ouvir-se os chamados ensaios gerais nos quais os grupos típicos do Carnaval de Cádis cantam as primeiras coplas, embora sem disfarces. A Ostioná, a Erizá e a Pestiñá são as mais antigas e conhecidas, embora repartidas pela cidade existam outras organizadas por diferentes agrupamentos.

Após este preâmbulo, o que se segue é o Concurso Oficial de Grupos Carnavalescos do Gran Teatro Falla no qual participam grupos divididos em quatro estilos:

Coros: tratam-se de grupos mais numerosos, podendo ter até 45 participantes, divididos entre músicos, tenores, segundos e baixos. Dentro do seu reportório, o tanguillo é o mais típico (\\"aquellos duros antiguos que tanto en Cádiz dieron que hablar....\\")

Comparsa: tem entre 12 e 15 participantes e é o tipo de grupo mais sério, embora também tenha letras divertidas.

Chirigota: de todos os grupos, este é o mais popular. É formado por 12 pessoas e o seu reportório está carregado de sentido de humor. Todos os temas são tratados de modo divertido, com grande ironia e frases cheias de duplo sentido.

Cuarteto: tem entre 3 e 5 elementos e as suas actuações provocam gargalhadas pela certa.

Dentro do concurso, todos os grupos devem incluir no seu reportório uma apresentação e dois cuplés (com um verso gracioso e que fique no ouvido). Com excepção dos Cuartetos, que incluem uma paródia, todos os grupos acabam a sua actuação com o popurri. Nas Chiringotas são mais importantes os cuplés e nas Comparsas, os Pasodobles. Os Coros, em vez de Pasodobles têm os Tangos, que são o seu ponto forte. Todos os anos detacam-se sempre um ou dois estribillos que são repetidos por toda a gente durante as festas.

Após as várias fases do concurso, o júri vai seleccionando os melhores grupos, até chegar à noite da grande final. Normalmente existe um \\"cajonazo\\". Esta expressão designa um grupo que a população acredita que devia ter passado à fase seguinte do concurso, mas que o júri optou por deixar de fora.

A final é o que, juntamente com o Pregón, dá o pontapé de saída para o autêntico Carnaval de Cádis, o de rua. É então que os gaditanos se lançam ara a rua e se misturam com os milhares de visitantes que chegam à cidade, entusiasmados por um dos carnavais mais famosos do mundo. Uma semana de festa, de diversão, de risadas, ... um acontecimento que não deves perder.

A graça, a emoção e a crítica são argumentos que fazem que festa atraia gentes dos diversos estratos sociais, ajuntando-se nas ruas, sobretudo nas ruas do bairro de La Viña, que é a que sofre a maior transformação durante a festa.

Carrosséis de coros que cantam tangos, a peça musical mais genuína do Carnaval de Cádis; \\"tablaos\\" instalados em praças substituem o Teatro e nos passeios grupos ilegais, que é como são conhecidos os que não participam no concurso, são o principal atractivo de uma festa onde não se destaca a espectacularidade visual mas sim a imaginação, o talento e o duplo sentido.

E claro, não te deve faltar um disfarce. Mas não te preocupes, qualquer trapo utilizado com imaginação pode resultar num magnífico disfarce.

Relativamente aos meios de transporte, as formas mais confortáveis de chegar a Cádis durante o Carnaval utilizando transportes públicos são o comboio de meia distância desde Sevilha, o autocarro ou o comboio desde Madrid, ou o avião, tendo como aeroporto mais próximo o de Jerez a apenas meia hora da capital. Também existe a possibilidade de ir de barco a partir das Canárias e de Génova. Podes ir de carro através da auto-estrada A-4, embora a afluência de público nestes dias façam com que seja desaconselhável esta última opção, pois podes encontrar problemas para chegar e para poder estacionar, inclusivamente nos diversos parques públicos que existem repartidos pela cidade.

Se não queres ser surpreendido, é conveniente procurar alojamento antes de chegar à cidade, já que nestes dias tão concorridos, a sua capacidade chega ao limite. Em caso de não encontrares estacionamento, também existe a possibilidade de recorrer a outras povoações da Baía de Cádis, como San Fernando, Chiclana ou El Puerto de SAnta Maria, muito próximas da capital.

A partir da Costasur podes fazer a tua reserva em hotéis e apartamentos para o Carnaval de Cádis.

Imágenes

Aluga um carro ao melhor preço

Escolhe a tua rota

Ofertas

Filtrar as ofertas

Outros sítios e alternativas Costasur

Outras páginas deste destino
Etiquetas